Dilma, sobre vaias na Copa: ‘Não serão xingamentos que vão me intimidar’

Após ser vaiada por torcedores na Arena Corinthians, em São Paulo, na
abertura da Copa do Mundo, a presidente Dilma Rousseff disse, nesta
sexta-feira, que não vai se deixar abater por agressões verbais.

Além das vaias, torcedores xingaram a presidente e dirigentes da
Fifa. Ela disse que não vai se deixar “atemorizar por xingamentos que
não podem ser sequer escutados pelas crianças e pelas famílias”.

Dilma lembrou que já suportou agressões físicas, durante a ditadura
militar, e ainda assim, não saiu do rumo. “Nada me tirou dos meus
compromissos nem do caminho que tracei para mim mesma. Não serão
xingamentos que vão me intimidar e atemorizar”, declarou a presidente
durante cerimônia de inauguração da primeira etapa do BRT do Distrito
Federal.

Compartilhe