Castramóvel faz atendimento gratuito em Valéria até o fim do mês

Instalado ao lado da Unidade de Pronto Atendimento de Valéria (UPA) desde o dia 17 de maio, o Castramóvel vem realizando cerca de 50 cirurgias gratuitas de castração de caninos e felinos por dia, com o objetivo de fazer o controle da população desses animais. O atendimento móvel ficará em Valéria até o final do mês e a previsão é que, em julho, comece a ser oferecida em uma das localidades que compõem o Distrito Sanitário do Subúrbio Ferroviário.
 
O trabalho é coordenador pelo Setor Promoção de Saúde Animal do Centro de Controle de Zoonoses. ?Nossa proposta é sempre ficar no bairro até que se esgotem o número de animais a serem atendidos?, explica o chefe do setor, Aroldo Carneiro. Para que o animal passe pelo procedimento, primeiro tem que participar uma triagem que acontece no local nos dias de segunda e terça-feira, das 8h ? s 12h.
 
Nesse caso, o responsável deve ir munido RG, CPF, comprovante de residência para comprovar que mora em Salvador e cartão de vacina do animal. Após a triagem, é marcado o dia da cirurgia de castração, que é realizada ? s quartas e ? s quintas-feiras. Carneiro explica que o procedimento é muito importante para evitar que haja mais animais domésticos abandonados nas ruas da cidade.
 
?Muitas pessoas não têm interesse em que os animais se reproduzam e quando isso acontece acaba se desfazendo dos filhos que vão aumentar a população de rua e, posteriormente, contribuir para o agravamento do problema, quando também se reproduzirem?, explica o Aroldo Carneiro. Para estar apto ? cirurgia, o cão ou gato deve ter entre 8 meses e 5 anos de idade, peso acima de 1kg e apresentar boa condição de saúde. Em caso de esterilização de fêmeas, a mesma não pode estar em período gestacional.
 
O microempresário Sandro Lago levou seu cão Thor para castrar na tentativa de diminuir a agressividade do animal. ?Ele anda muito agitado e minha mulher me deu um ultimato para resolver o problema. Procurei uma clínica particular e o menor preço que achei foi R$ 900. O que é muito caro. Esse serviço foi realmente minha salvação?, conta.
 
Já a tosadora Delza de Macedo se deslocou do bairro de Plataforma com cinco cães e um gato para castrar. ?Eu recolho animais abandonados na minha rua e procuro pessoas para adotá-los, mas muita gente só quer os animais se eles foram castrados. Isso aqui foi uma bênção?, diz ela, que cuida atualmente de cerca de 18 animais. 

Compartilhe