Morre idoso agredido por PMs em Santa Maria da Vitória

O idoso de 72 anos, agredido por policiais militares, durante uma
abordagem na noite do dia 18 de maio, no município de Santa Maria da
Vitória, morreu no domingo (25), e em entrevista a Tv Oeste nesta
quarta-feira (4), os familiares alegam que a causa da morte foram os
traumas provocados com o espancamento.

De acordo com o coordenador da 26ª Coorpin da cidade, delegado
Alexandre Haas, o idoso conhecido como Francisco Viana de Souza, tem
problemas mentais e teria se alterado em um procedimento de abordagem,
quando os policiais tentaram conter sua reação. O idoso teve o rosto
desfigurado e precisou ser levado para o Hospital de Base de Brasília,
que fica a 560 quilômetros da cidade, onde ficou internado por cinco
dias, mas não resistiu e morreu.

Segundo dados do atestado de óbito, a morte de Francisco foi causada
por politraumatismo, que significa lesões provocadas por forças
externas, comprometendo o funcionamento dos órgãos do corpo.
Uma das filhas do idoso, Araílde de Souza, conta que ele estava perto
da blitz falando alto e por pensar que Francisco falava com eles, os
policiais o algemou e deram pontapé na cabeça, no tórax dele.

A outra fiha, Eliane de Souza informou que mesmo com a reação do pai,
atitude dos policiais não foi correta. “Se eles falaram que o meu pai
foi agressivo com eles, eles deveriam ter algemado controlado e
conduzido para a delegacia e não como fizeram. Ele teve traumatismo
craniano, ficou em coma por conta das pancadas”, conta.

A polícia divulgou uma nota, informando que abriu um Inquérito Policial
Militar para apurar os fatos, mas enquanto as investigações estiverem
em andamento os policiais vão ficar presos no 10° Batalhão, em
Barreiras. O Ministério Público também entrou com uma representação
pedindo ? justiça a prisão preventiva dos envolvidos.

Compartilhe