Câmara aprova relatório da CPI da Exploração Sexual

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira, o relatório da
CPI da Exploração Sexual, apresentado pela deputada federal Liliam Sá
(Pros-RJ). O texto pede o indiciamento de 37 pessoas. O presidente da
Câmara Municipal de Três Corações (MG), Altair Nogueira, e o prefeito de
Coari (Amazonas), Adail Pinheiro, estão entre os indiciados.

Altair foi acusado de exploração sexual quando foi flagrado em cenas
de sexo com uma adolescente de 16 anos. As imagens feitas durante uma
festa em um sítio em Varginha foram divulgadas nas redes sociais e
causaram polêmica. O vereador acabou renunciando ao mandato.

Adail é acusado de comandar uma rede de exploração sexual e já foi
preso em 2013 após denúncias da CPI. A comissão encerrou seus trabalhos e
as investigações serão feitas pelo Ministério Público a partir de
agora.

A deputada Liliam Sá apresentou no relatório 11 projetos de lei de
combate ? impunidade. Uma das propostas é obrigar profissionais que
trabalham com crianças a apresentar certidão negativa de antecedentes
criminais no momento da contratação. Outro projeto é impedir com que
boates funcionem sem alvará.

“A CPI presenciou diversos casos de boates utilizadas com a
finalidade de exploração sexual, sendo o estabelecimento uma fachada
para a prática de crimes sexuais e até mesmo do tráfico de drogas”,
disse.

Compartilhe