Sport vence, respira e deixa Vitória na zona de risco

O Sport bateu o Vitória por 1 a 0, neste sábado ? noite, no Estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana (BA), e ganhou novo fôlego no Campeonato Brasileiro. O resultado levou a equipe pernambucana aos 11 pontos, agora na décima posição, e fez o time baiano ficar na zona de rebaixamento, em 17º, com apenas sete pontos. Horas mais cedo, o rubro-negro da Bahia foi ultrapassado pelo Coritiba, que derrotou o Goiás por 3 a 0 e também chegou aos sete pontos, mas ocupa o 16º lugar por ter melhor saldo de gols.

Para o Sport, o triunfo foi importante também porque o clube ainda atuará mais uma vez antes da pausa da competição para a Copa do Mundo. Em jogo atrasado da quinta rodada, os comandados do técnico Eduardo Baptista jogarão na próxima quarta-feira, contra o Bahia, ? s 21 horas, na Ilha do Retiro. Já o Vitória só voltará a entrar em campo no Brasileirão em 16 de julho, contra o Cruzeiro, no Mineirão, e passará os próximos 45 dias na zona de risco da tabela.

O duelo deste sábado foi de nível técnico muito fraco, principalmente no primeiro tempo, no qual as duas equipes não criaram praticamente nada de produtivo. No lance de ataque mais agudo da etapa inicial, Dinei quase marcou para o Vitória, aos 12 minutos, após receber escanteio da direita, subir na pequena área e cabecear forte. Magrão, no reflexo, praticou grande defesa.

Logo em seguida, aos 13 minutos, o árbitro Paulo Henrique Godoy Bezerra acabou errando ao não assinalar um pênalti claro cometido sobre Willie, também da equipe baiana, que foi seguro dentro da área quando tentava subir para completar de cabeça um cruzamento da direita.

A partir dali o que se viu no primeiro tempo foi um festival de erros das duas equipes. Em um deles, em raro lance de ataque, Rithely quase abriu o placar para o Sport ao completar de cabeça um escanteio cobrado pela esquerda do ataque.

Porém, logo aos 2 minutos da etapa final, o time visitante abriu o placar. Neto Baiano bateu falta de longa distância, a bola passou pelo meio dos dois homens que formavam a barreira e, com efeito, acertou o canto direito de Wilson, que falhou ao não agarrar uma finalização defensável. Em respeito ao seu ex-clube, Neto Baiano não comemorou o gol, conforme prometeu momentos antes do início do duelo.

Na frente no placar, o Sport esteve perto de ampliar aos 11 minutos, quando Durval recebeu escanteio cobrado pela esquerda e cabeceou para Wilson espalmar para fora.

Mas a pouca inspiração das duas equipes parou por aí mesmo. O Vitória ainda se esforçou para pressionar, mas sofria com as próprias limitações técnicas. Jorginho chegou a colocar Nino Paraíba, William Henrique e Vinícius na etapa final, mas eles pouco conseguiram ajudaram a alterar o panorama da partida.

Alemão e Vinícius chegaram a assustar Magrão em dois chutes em ataques pela esquerda, mas o Sport conseguiu se segurar para levar três pontos para Recife naquele que foi o seu terceiro triunfo neste Brasileirão.

FICHA TÉCNICA

VITÓRIA 0 X 1 SPORT

VITÓRIA – Wilson; Ayrton (Nino Paraíba), Luiz Gustavo, Alemão e Danilo Tarracha (William Henrique); Josa, Cáceres e Euller; Willie, Caio (Vinícius) e Dinei. Técnico: Jorginho.

SPORT – Magrão; Igor, Everton Páscoa, Durval e Renê; Rithely, Rodrigo Mancha (Ronaldo), Augusto e Ananias (Bruninho); Neto Baiano e Érico Júnior (Wendel). Técnico: Eduardo Baptista.

GOL – Neto Baiano, aos 2 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Paulo Henrique Godoy Bezerra (SC).

CARTÕES AMARELOS – Érico Júnior, Rodrigo Mancha, Josa, Euller, Danilo Tarracha, Durval e Vinícius.

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana (BA).

Compartilhe