Mais de 300 camisas falsas de seleções são apreendidas pela Decon

Uma operação de combate ? pirataria, conduzida pela Delegacia de Defesa do Consumidor (Decon), resultou na apreensão de mais de 300 camisas de seleções que disputarão a Copa do Mundo. São uniformes de clubes brasileiros e estrangeiros e produtos esportivos que estavam sendo comercializados nas lojas Casarão dos Esportes e Paulo dos Esportes, ambas localizadas no bairro Comércio, em Salvador.

De acordo com a titular da Decon, delegada Carla Santos Ramos, esta foi a primeira ação destinada ao combate de produtos licenciados pela Federação Internaciona de Futebol (FIFA) com alusão ? Copa do Mundo.

?Até o final da competição faremos ações, em parceria com outros órgãos públicos, com o objetivo de combater a pirataria e também o cambismo?, afirmou a delegada.

A titular da Decon disse ainda que o empresário Paulo César Silva Cunha, de 50 anos, proprietário das duas lojas foi ouvido e liberado depois de lavrado um Termo Cirscuntanciado de Ocorrência (TCO). Ele vai responder por crime de violação de propriedade industrial e também por desacato, porque agrediu verbalmente um dos investigadores no momento da apreensão dos produtos.

Compartilhe