Palmeiras bate Vitória e embala 3º triunfo com interino

Enquanto muito se fala em Dorival Júnior ou Ricardo Gareca para a vaga
de Gilson Kleina, uma solução caseira vai dando muito certo no
Palmeiras. No duelo de técnicos interinos, Alberto Valentim chegou ao
terceiro triunfo em três partidas no comando do time paulista neste
domingo. Pior para Carlos Amadeu, que estreou no Vitória, substituído
Ney Franco, com derrota por 1 a 0, mesmo atuando no Barradão, pela
quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

O resultado positivo, no
entanto, não deve mascarar o que o Palmeiras fez em campo. Está certo
que a equipe teve desfalques como Wendell, William Matheus e Valdivia,
sofreu com o desentrosamento, mas ficou muito abaixo do esperado. Só que
do outro lado, o Vitória foi ainda pior, o que deixou o jogo deste
domingo insosso, sem chances de gol. Quando o time baiano chegou, o
goleiro Fábio garantiu o resultado.

Independente disso, o
Palmeiras somou mais três pontos na classificação e chegou a nove, na
sexta colocação. Quinta-feira, voltará a campo para pegar o Figueirense,
pela sexta rodada, na Fonte Luminosa, em Araraquara. Já o Vitória
estacionou nos cinco pontos, em 14.º, e jogará contra o Atlético-MG,
também na quinta, no estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana.

O
JOGO – O começo de jogo foi de duas equipes se estudando. A disputa era
para ver quem ganhava o meio de campo e, com isso, ninguém conseguia
criar. Em rápido contra-ataque após erro de Lúcio, o Vitória até teve a
chance de iniciar um bom ataque, mas ninguém viu Marquinhos sozinho pelo
lado esquerdo e a jogada acabou, mas uma vez, não dando em nada.

Por
lesão, Juan precisou ser substituído por Mansur logo aos 22 minutos.
Mesmo sem um de seus jogadores mais experientes, o Vitória chegou com
muito perigo aos 29 minutos. Nino Paraíba foi ? linha de fundo e cruzou.
A bola desviou e se apresentou para Marquinhos, que finalizou rente ?
trave.

Aos 34, Fábio espalmou cobrança de falta e a bola foi
cruzada para a área na sobra, mas Marcelo Oliveira salvou. Dois minutos
depois, o Palmeiras respondeu e Wellington cabeceou para fora escanteio
da esquerda. O apito que selou o fim do primeiro tempo foi um alívio
para os torcedores e para ambas equipes, que precisavam de muita
conversa para corrigir os erros da etapa inicial.

Mas antes que
os times pudessem mostrar qualquer mudança na volta do intervalo, o
Palmeiras abriu o placar, aos quatro minutos. Mendieta cobrou escanteio
pela direita, Alemão afastou e Marquinhos Gabriel pegou de primeira,
meio sem jeito, de fora da área. A bola ia para fora, mas desviou na
zaga e matou o goleiro Wilson.

O Vitória tentou responder
rapidamente e só não marcou aos nove porque Fábio fez grande defesa em
chute da entrada da área de Caio, que cortou para a esquerda e bateu
bonito. Mas os lances de emoção eram exceção e logo a partida voltou a
esfriar, sem as equipes criarem nada.

A entrada de William
Henrique ainda deu um ânimo extra ao Vitória, e o atacante quase marcou o
gol de empate aos 32 minutos, em chute de longe que passou rente ao
travessão. Outro nome que entrou no segundo tempo, Léo Costa, foi
responsável por mais um susto, mas Fábio voltou a intervir bem após
chute de fora. O goleiro se transformaria definitivamente no herói da
vitória aos 45 minutos, buscando chute de Marquinhos que entraria no
ângulo.

FICHA TÉCNICA:

VITÓRIA 0 X 1 PALMEIRAS

VITÓRIA
– Wilson; Nino Paraíba, Matheus Salustiano, Alemão e Juan (Mansur);
Neto Coruja, José Welison, Mauri (Léo Costa) e Caio; Marquinhos e Alan
Pinheiro (William Henrique). Técnico: Carlos Amadeu.

PALMEIRAS –
Fábio; Welington (Tiago Alves), Lúcio, Marcelo Oliveira e Juninho;
Renato, Wesley, Marquinhos Gabriel (Mazinho) e Mendieta (Victor Luís);
Diogo e Henrique. Técnico: Alberto Valentim.

GOL – Marquinhos Gabriel, aos quatro minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Leandro Pedro Vuaden (Fifa/RS).

CARTÕES AMARELOS – não houve.

RENDA E PÚBLICO – não disponíveis.

LOCAL – Estádio Barradão, em Salvador (BA).

Compartilhe