Ministério da Saúde define novas regras para parto humanizado no SUS

Uma portaria do Ministério da Saúde publicada neste mês definiu as novas diretrizes dos partos realizados pela rede do Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com as novas regras, o recém-nascido saudável deverá ser entregue ? mãe de acordo com sua vontade e o cordão umbilical só será cortado depois que ele parar de pulsar. A nova lei prevê ainda amamentação da criança na primeira hora de vida. ?Além de fornecer o primeiro aporte calórico para a vida do bebê, essa prática também acelera a descida do leite materno?, explicou o ministro da saúde Arthur Chioro. A portaria orienta, ainda, que exames físicos ou de profilaxia da oftalmia neonatal, só sejam feitos após o relacionamento com a mãe. Segundo o coordenador da Saúde da Criança do Ministério da Saúde, Paulo Bonilha, os benefícios das medidas afetam não só o aspecto psicológico, como reduzem os riscos de anemia e desnutrição. “Para o bebê que nasceu chorando, vigoroso, sem nenhum tipo de complicação, o papel principal dos profissionais de saúde é proteger este momento sensível de apresentação da mãe a seu bebê e vice-versa. Isso vai ter repercussões para toda a vida”, explica Bonilha. Informações da Agência Saúde.

Compartilhe