Salvador conta com mais um equipamento artístico

?Abençoada seja a Barroquinha. Espaço do nosso tempo, feito pelas nossas mãos?. Com essas palavras, pronunciadas pela atriz Arany Santana, ao som da orquestra Afrosinfônica, foi oficialmente aberto na noite desta quinta-feira (08) o Espaço Cultural da Barroquinha, localizado no Centro Histórico, na presença do prefeito ACM Neto, do secretário de Desenvolvimento, Turismo e Cultura (Sedes), Guilherme Bellintani, e do presidente da Fundação Gregório de Matos (FGM), Fernando Guerreiro. A obra, que durou aproximadamente um ano, custou R$ 250 mil.

O prefeito ACM Neto lembrou que a requalificação do espaço é fruto e uma política cultural consistente para o Centro da cidade. Neto também destacou que nesse ano os investimentos na área cultural são da ordem de R$ 40 milhões, frente aos R$ 500 mil praticados em 2012. ?Esse é um espaço importante que estava sem nenhuma condição de funcionamento, e que agora se reposiciona no cenário cultural. Isso demonstra que a Barroquinha começa a renascer com a entrega do espaço recuperado e as obras de recuperação do entorno, que começarão ainda essa semana?, acrescentou.

O equipamento cultural agora está preparado para receber espetáculos de pequeno e médio porte na sala que homenageia o ator, escritor e compositor Mário Gusmão, assim como exposições, na Galeria Juarez Paraíso. O local também se destaca como um Centro de Convergência da Cultura Negra na Cidade de Salvador. Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Iphan), o espaço preserva na arquitetura características da sua construção original. O prédio passou por uma reestruturação na rede elétrica, incluindo a iluminação cênica, hidráulica e de esgotamento sanitário, além de serviços de vidraria e pintura. Foi instalado também um moderno sistema de proteção contra incêndio.

Compartilhe