Assembleia dos servidores municipais deve movimentar região do Iguatemi

Após horas de espera por algum avanço nas negociações sobre a tabela de cargos e vencimentos da categoria, os servidores municipais de Salvador decidiram continuar a greve, que começou no último dia 24 de abril. A decisão de manter o movimento paredista foi motivada pela insatisfação dos trabalhadores, com os valores apresentados pela Secretaria Municipal de Gestão (Semge).

A direção do Sindicato dos Servidores da Prefeitura do Salvador (Sindseps) critica a postura da administração municipal, no que diz respeito, a condução das negociações com a categoria. ?Estamos buscando um entendimento suficiente para garantir ganhos para os servidores. Queremos ter o devido merecimento pelo trabalho que realizamos. Somos guardiões dos cofres públicos e zelamos por isso. Não queremos jetons ou benefícios indevidos?, declarou o diretor da entidade, Josué Santana.

Além dos servidores que buscam a implantação do Plano de Cargos e Vencimentos (PCV), os profissionais de assistência ? saúde também resolveram manter a greve. A categoria almeja reajuste de salários e melhores condições de trabalho para atendimento ? população. A gestão municipal não apresentou qualquer proposta de incremento salarial.

A mobilização dos servidores municipais tem novo ato, nesta quinta-feira (08). Os trabalhadores representados pelo Sindseps estarão reunidos, na praça Newton Rique, em frente ao Shopping Iguatemi. A assembleia começa ? s 09h.

Compartilhe