PSDB vai ao TSE contra pronunciamento de Dilma feito no Dia do Trabalhador

O PSDB apresentou um requerimento nesta segunda, dia 5 de maio, no
Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra a presidente Dilma Rousseff por
porpaganda eleitoral antecipada. Eles alegam que o pronunciamento que
ela fez no Dia do Trabalhador e que anunciou um reajuste de 10% nos
benefícios do Bolsa Família e a correção de 4,5% da tabela do Imposto de
Renda foi irregular.

“A representada (Dilma) se posicionou como mais apta a exercer o
mandato de presidente da República, inclusive ao atacar, incisivamente,
seus adversários. Ao pessoalizar os atos de governo, a presidente Dilma
esquece que o patrimônio público pertence ao povo brasileiro e não a ela
própria e a seu grupo político. Isso é inconstitucional, ilegal e
imoral”, declarou o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP).

Na representação, o PSDB pede que Dilma recebe uma multa e que ela
seja impedida de realizar pronunciamentos semelhantes, já que a
legislação classificaria esse tipo de anúncio como propaganda ilegal.

Compartilhe