Dilma defende delegacias especializadas nos estádios de futebol

A presidenta Dilma Rousseff defendeu ontem (4) a instalação de
delegacias especializadas nos estádios de futebol. Por meio do Twitter, a
presidenta também afirmou que a violência nos estádios precisa ser
coibida pelas polícias locais. A mensagem foi divulgada após o enterro
do corpo do torcedor Paulo Ricardo Gomes da Silva, de 26 anos, morto
após partida entre o Santa Cruz e o Paraná, válida pelo Campeonato
Brasileiro da Série B. Na sexta-feira (20), ele foi atingido por um vaso
sanitário, jogado do alto da arquibancada, quando deixava o Estádio do
Arruda, em Recife.

“O país que ama o futebol não pode ser
tolerante com a violência nos estádios. A morte do torcedor Paulo
Ricardo Silva depois de uma partida de futebol no Recife é mais um
triste exemplo da urgência de se instalar delegacias especializadas nos
estádios. A violência nos estádios precisa ser coibida com rigor pelas
polícias locais. Os criminosos devem processados e julgados. Estádios de
futebol são palco da alegria e da paixão. Devemos todos nos unir pela
paz nos estádios”, escreveu a presidenta.

Após a morte do torcedor, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) interditou
o Estádio do Arruda. Em nota, a CBF justificou a medida pela ?gravidade
do incidente? e informou que ela tem validade a partir de hoje até que o
Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) ?analise o caso e tome
as providências cabíveis?.

Compartilhe