Bill Gates não é mais o maior acionista da Microsoft

Bill Gates continua sendo o homem mais rico do mundo, mas não é mais o
maior acionista da Microsoft. No final de abril, o fundador da empresa
de tecnologia vendeu 4,6 milhões de suas cotas próprias, caindo para o
segundo lugar e ficando atrás de Steve Ballmer, que, até alguns meses,
era o CEO da companhia.

Agora, Gates conta com 330,1 milhões de ações enquanto Ballmer acumula
333,2 milhões. Esta não é a primeira vez que o principal nome dos
primórdios da Microsoft reduz sua participação na empresa que ajudou a
abrir, já que, cada vez mais, ele se volta para a Bill and Melinda Gates
Foundation, uma ONG de filantropia.

Apesar de estar com menos participação, porém, o executivo recentemente
aumentou sua influência sobre a empresa. No começo do ano, ele aceitou
um cargo de consultor de tecnologia e, agora, age diretamente no
desenvolvimento de novos produtos e soluções da Microsoft.

De acordo com informações da Bloomberg, o dinheiro obtido com as vendas
das ações de Gates será usado por ele em diversos projetos de caridade
de sua organização. Esse é um tipo de movimento que ele já fez no
passado e que, no futuro, pode muito bem voltar a acontecer.

Compartilhe