Marceneiro que matou ex-companheira Tancredo Neves é preso

om a prisão preventiva decretada, o marceneiro Márcio de Carvalho Alexandre Souza, de 29 anos, que assassinou a tiros sua ex-companheira, a vendedora ambulante Priscila Carla Santos, de 27, foi preso na manhã desta terça-feira (29) ao se apresentar no Departamento de Homicídios e Proteção ? Pessoa (DHPP), acompanhado de um advogado. O crime ocorreu em 11 de abril, no bairro Tancredo Neves, em Salvador.

Expedido pelo Plantão Judiciário, o mandado de prisão foi cumprido pela titular da 2ª Delegacia de Homicídios (DH/Central), delegada Clelba Regina Teles, que apresentou Márcio ? imprensa na tarde desta terça-feira.

Inconformado com o fim do relacionamento de quatro anos, o marceneiro assassinou Priscila na presença de uma das filhas dela, uma garota de 10 anos, sua enteada. Ele havia se separado da vítima 15 dias antes de praticar o crime.

Segundo a delegada, o casal tinha um relacionamento conturbado e Márcio já havia agredido Priscila. No dia 11 de abril, o marceneiro tentou golpeá-la na rua com uma faca. A vendedora ambulante conseguiu fugir para a casa de uma vizinha, ? 1ª Travessa Joana Rosa Teixeira, onde acabou sendo morta com dois tiros no tórax.

Testemunhas oculares

No depoimento, Márcio negou a autoria do homicídio, atribuindo-o a um traficante da região, mas, de acordo com a delegada, testemunhas oculares afirmaram ser ele o assassino.

Priscila tinha mais duas filhas, uma de cinco e outra de dois anos, esta última, filha do marceneiro. O homicida será encaminhado ao sistema prisional, onde poderá cumprir pena de12 a 30 anos.

Compartilhe