TSE rejeita pedido para multar Dilma por pronunciamento do Dia da Mulher

A ministra Maria Thereza de Assis Moura, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), rejeitou nesta sexta-feira (25) pedido do PSDB para multar a presidenta Dilma Rousseff por propaganda eleitoral antecipada. A ministra entendeu que não houve promoção pessoal da presidenta no pronunciamento oficial pelo Dia Internacional da Mulher, transmitido em cadeia de rádio e TV. Na representação protocolada no TSE, o partido alegou que o objetivo do pronunciamento foi promover a presidenta, ?enaltecendo seus atos governamentais e suas qualidades especiais?.

Em seu despacho, a ministra entendeu que não houve mensagem subliminar para levar ao conhecimento a candidatura de Dilma. ?A exaltação de atos de governo sem qualquer referência ao pleito futuro configura mera prestação de contas ? sociedade, o que não se confunde com a propaganda eleitoral extemporânea?, decidiu a ministra.

Compartilhe