Léo Prates cobra marcos legais contra a vingança pornô

Em um discuso hoje (07) na Câmara de Salvador, o vereador Leo Prates voltou a cobrar um marco legal contra o que ficou conhecido como ?vingança pornô?. O vereador é autor da emenda (nº 782/2013) ? Lei da Ficha Limpa, que impede as pessoas que cometerem crimes contra a mulher, mesmo que de forma virtual, sejam contratadas pela administração pública de Salvador. Durante o discurso desta segunda-feira, Leo Prates voltou a lembrar casos de abusos cometidos contra mulheres, que tiveram fotos e vídeos íntimos divulgados por ex-namorados em redes sociais. A vingança pornô levou uma dessas garotas, menor de idade, a comete suicídio. Na semana passada, em Salvador, um grupo de amigas teve suas conversas no aplicativo Whatsapp divulgadas pelo namorado de uma delas, causando grande repercussão na cidade. ?As mulheres, vítimas dessa exposição, são julgadas e acabam, em alguns casos, cometendo atos que mudam, para sempre suas vidas, e a vida dos seus familiares”, destacou o democrata.

Compartilhe