Hamilton vence no Bahrein com dobradinha da Mercedes

Em mais uma corrida em que a Mercedes mostrou a sua supremacia no início da temporada 2014 da Fórmula 1, a equipe conquistou uma dobradinha no GP do Bahrein. E quem se deu melhor foi o inglês Lewis Hamilton, que venceu a corrida no circuito de Sakhir após disputa intensa com o alemão Nico Rosberg, o seu companheiro de equipe. Já o brasileiro Felipe Massa, que chegou a ocupar o terceiro lugar, terminou a prova na sétima colocação.

Pole position nas duas primeiras corridas do campeonato, Hamilton abandonou o GP da Austrália, mas depois ganhou na Malásia. Assim, neste domingo, no Bahrein, conquistou a sua segunda vitória no campeonato, após iniciar a prova do segundo lugar, assumindo a liderança na largada e só sendo ameaçado nas voltas finais por Rosberg. O mexicano Sergio Pérez, da Force India, completou o pódio da corrida, em terceiro lugar.

Com o resultado, Hamilton chegou aos 50 pontos no campeonato, em segundo lugar no Mundial de Pilotos, mas atrás de Rosberg, o líder, com 61 pontos, após terminar a prova deste domingo na segunda colocação. E com essa supremacia, a Mercedes também lidera o Mundial de Construtores com 111 pontos e folga considerável para as demais concorrentes – a Force India é a segunda colocada com apenas 44 pontos.

Atrapalhado pela estratégia de três pit stops, Massa terminou a prova em sétimo lugar e chegou aos 12 pontos, na 11ª colocação no Mundial de Pilotos. O alemão Nico Hulkenberg, que terminou a prova no quinto lugar, é o terceiro colocado no campeonato, com 28 pontos.

A CORRIDA – Na largada, Hamilton ultrapassou Rosberg para assumir a liderança do GP do Bahrein. Massa também teve um bom início de prova, com quatro ultrapassagens, saltando do sétimo para o terceiro lugar. O brasileiro, porém, não conseguiu acompanhar o ritmo dos dois pilotos da Mercedes, que abriram vantagem confortável na liderança.

Apesar do domínio dos primeiros colocados, a corrida tinha disputas intensas e várias trocas de posição. Uma delas envolveu Massa, na 12ª volta, quando o brasileiro foi ultrapassado por Pérez e caiu para a quarta colocação. Após a primeira série de pit stops, Massa recuperou a posição do mexicano, mas retornou na quarta colocação, atrás também de Bottas.

Enquanto isso, Rosberg e Hamilton travavam intensa luta pelo primeiro lugar. Logo atrás, as duas Williams – Massa e Bottas – e dois carros da Force India – Perez e Hulkenberg – também brigavam pelas posições seguintes.

Bottas foi o primeiro deles a ir aos boxes, mas Massa acabou sendo ultrapassado pelos dois pilotos da Force India, caindo para o quinto lugar antes de realizar o seu segundo pit stop. Depois dele, em razão da estratégia diferente de outras equipes, chegou a cair para a décima posição, mas subiu para o quarto antes de voltar novamente aos boxes.

Massa voltou em décimo lugar após realizar o seu terceiro pit stop. Em seguida, um forte acidente, que envolveu o mexicano Estebán Gutierrez, que chegou a capotar, e o venezuelano Pastor Maldonado, provocou a entrada do safety-car, o que reagrupou os carros e atrapalhou a estratégia do piloto brasileiro.

As disputas nas voltas finais do GP do Bahrein, então, foram intensas, com Hamilton, Rosberg, Perez e Hulkenberg ocupando as quatro primeiras colocações, seguidos pelos dois carros da Red Bull – Ricciardo e Vettel – e os dois da Williams – Massa e Bottas. Ricciardo ganhou a quinta posição de Vettel, que foi pressionado por Massa nas voltas finais, mas conseguiu sustentar o sexto lugar, e a quarta de Hulkenberg. Assim, Massa terminou a prova mesmo na sétima colocação.

A partir da 51ª volta, Rosberg, com pneus em melhores condições, passou a pressionar Hamilton, que conseguiu sustentar a liderança para vencer o GP do Bahrein. Os pilotos da Mercedes foram seguidos por Pérez em terceiro lugar, Ricciardo, na quarta colocação, e Hulkenberg, em quinto lugar.

O GP da China, a próxima etapa da temporada 2014 da Fórmula 1, será disputada no dia 20 de abril, em Xangai.

Confira o resultado final do GP do Bahrein:

1) Lewis Hamilton (ING/Mercedes) – 57 voltas em 1h39min42s743

2) Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – a 1s0

3) Sergio Pérez (MEX/Force India) – a 24s0

4) Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull) – 24s4

5) Nico Hulkenberg (ALE/Force India) – a 28s6

6) Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) – a 29s8

7) Felipe Massa (BRA/Williams) – a 30s2

8) Valtteri Bottas (FIN/Williams) – a 30s8

9) Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – a 31s6

10) Kimi Raikkonen (ESP/Ferrari) – a 32s5

11) Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso) – a 40s3

12) Romain Grosjean (FRA/Lotus) – a 43s1

13) Max Chilton (ING/Marussia) – a 59s9

14) Pastor Maldonado (VEN/Lotus) – a 1min02s8

15) Kamui Kobayashi (JAP/Caterham) – a 1min27s9

16) Jules Bianch (FRA/Marussia) – a 1 volta

17) Jenson Button (ING/McLaren) – a 2 voltas

Não completaram:

Kevin Magnussen (DIN/McLaren)

Esteban Gutierrez (MEX/Sauber)

Marcus Ericsson (SUE/Caterham)

Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso)

Adrian Sutil (ALE/Sauber)

Compartilhe