CPI da Telefonia ouve a operadora Claro

A Comissão que trata sobre a CPI da Telefonia, instaurada para investigar casos de irregularidades das empresas no estado da Bahia, esteve reunida na manhã desta quarta-feira (02), para a oitiva com o Diretor Regional da empresa Claro, Dox Aniceto, e o representante de Relações Institucionais, João Bezerra.
 
Tendo em vista que a Claro venceu o leilão feito pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e, com isso, ficou responsável por implantar as chamadas Estações Rádio Base (ERBs) que atendam a um raio de até 30 quilômetros das sedes municipais, a Comissão resolveu ouvir os representantes da empresa para que eles falassem a respeito da expansão de sinal na zona rural do estado.
 
Durante a reunião com o colegiado, o Diretor Regional apresentou apenas dezenove dos 417 municípios baianos que foram contemplados com a
expansão de sinal, e foi questionado pelos parlamentares por ter Salvador, Lauro de Freitas e Madre de Deus, ambas sem zona rural,
presentes na lista.
 
Sem expectativa de ter outros municípios baianos contemplados até o mês de dezembro, o deputado Cacá Leão apresentou a sua indignação, sobretudo
por perceber que não há nenhum município do oeste baiano na lista dos contemplados.
 
?O número de dezenove municípios representa apenas 5% o Estado da Bahia. Será que um Estado com as dimensões que a Bahia tem, vai ter apenas 5%
da cobertura? Se continuar dessa forma, quando chegarmos em 2017, e vocês concluírem a meta, a grosso modo, apenas 50 municípios baianos
terão sido beneficiados?, disse o deputado Cacá Leão.
 
Para o parlamentar, a dificuldade de acesso ? telefonia precisa ser apresentada também ? Anatel. ?A Anatel precisa ser convocada para prestar os esclarecimentos necessários para que a gente tenha uma cobrança mais forte perante as operadoras e o povo não continue sendo tão prejudicado como já está sendo?, finalizou.
 
Amanhã, ? s 15h, a CPI Itinerante vai estar na cidade de Feira de Santana, onde os parlamentares devem se reunir com a população, na Câmara de Vereadores, para discutir os problemas com as Operadoras de Telefonia fixa, móvel e internet.

Compartilhe