“Se foi ele, tem que pagar pelo que fez”, declara a mãe do menor acusado de ter assassinado o policial em S. A. de Jesus

Maria Crispiniana, 39 anos mãe do menor E.S, 14 anos, acusado de assassinar o Policial Civil, Jerry de Oliveira Melo na noite de segunda-feira (31), no bairro da Maria Preta em Santo Antônio de Jesus, disse que desconhece se realmente seu filho foi o autor do crime. De acordo informações da genitora do menor, ele já havia sido apreendido anteriormente por porte de drogas. Ainda segundo Maria Crispiniana, o mesmo havia saído de casa sem informar aonde ia ? noite do fatídico assassinato e logo retornou, ?saiu e em 15 minutos voltou, muito suado, e foi tomar banho. Quando os policiais chegaram ele estava no quarto conversando com a filha da vizinha?, fala. Ainda em entrevista, a mãe relatou que chegou a ameaçar o garoto para internação por causa de seu comportamento as vezes agressivo. Questionada se a informação de que seu esposo, pai do acusado, havia entregado o próprio filho ? justiça, ela diz desconhecer o fato, ?eles, os policiais que chegaram dizendo que já sabia que meu filho havia cometido o crime. Os policiais que foram até ele para dizer o que sabiam do ocorrido?, informa. Muito abalada falou que não pode ver o filho e declarou que se realmente houver provas que comprovem a autoria do crime, que ele teria que pagar pelo que fez, ?se abrirem as câmeras e comprovarem a sua autoria, ele tem responder pelo que fez, eu estou sofrendo muito?, disse.

Compartilhe