Yulo Oiticica participa de Caminhada Penitencial ao lado de 150 mil fiéis

A 29º edição da Caminhada Penitencial, promovida pela Arquidiocese de Salvador, reuniu neste domingo (23), 150 mil fiéis católicos. Entre eles, o coordenador da bancada Católica da Assembleia Legislativa, deputado Yulo Oiticica, participante da demonstração de fé e devoção há mais de 20 anos. A caminhada partiu da Igreja da Conceição da Praia e seguiu até a Colina Sagrada, no Bonfim.

O cortejo é realizado sempre no terceiro domingo da Quaresma e marca um momento de reflexão e fé católica. Durante o percurso de 8 km, ao lado de amigos e fiéis, Yulo destacou a importância daquele momento. ?Este é mais um momento para se unir aos irmãos de fé, para celebrar, receber o abraço sempre fraterno e a benção de Deus?, destacou o parlamentar.

Durante todo o percurso, fiéis de pés descalços, carregando cruz de madeira ou ajoelhados seguiram até a Colina Sagrada, agradecendo e reconhecendo as graças conquistadas em suas vidas. Ao som de orações, crianças, jovens, adultos e idosos aproveitaram para fortalecer a esperança de dias melhores. Carlos Augusto do Santos Ramos, representante do Ministério de Cura e Aconselhamento do Grupo Adonai da Igreja Católica foi um deles, ressaltando o que a caminha pode oferecer a quem tem fé. ?É um momento de rever os conceitos diante de Deus, além da busca pelo amor ao próximo, fidelidade e um tempo novo?, detalhou Carlos Augusto.

Ainda durante a peregrinação, o arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger fez um pedido aos fiéis. ?Queremos que meditem, rezem e cantem de forma muito simples. Que todos você ofereçam na caminhada o seu coração ao Senhor?. Ao final do percurso, já na Colina Sagrada, os católicos receberam a bênção final pelas mãos do arcebispo, que fez questão de deixar mais um recado. ?Nos comprometer em ser melhor, nos converter e construir um mundo mais fraterno, solidário e de mais paz. É disso que precisamos?.

Além de poder participar do Sacramento da Confissão, homens e mulheres aproveitaram para doar alimentos não perecíveis ? s Obras Sociais Irmã Dulce (OSID).

Compartilhe