Satélite detecta objetos que podem ser destroços de avião da Malásia

Um satélite chinês avistou, neste sábado, objetos de grandes
proporções que podem ser parte dos destroços do Boeing 777-200 da
Malaysia Airlines desaparecido desde o dia 8 de março. A aeronave seguia
da capital da Malásia, Kuala Lumpur, para Pequim, com 239 passageiros.

Segundo a embaixada chinesa na Malásia, o objeto tem 22,5 metros de
largura e 13m de comprimento. Supõe-se que pode se tratar de parte da
fuselagem do avião.

A China e a Austrália já enviaram barcos e aviões ao Corredor Sul, no
Oceano Índico, perto de onde um radar australiano detectou a presença
de objetos “possivelmente relacionados” ao voo MH370, mas nada foi
localizado.

Compartilhe