Para CNI, alta de 0,25 ponto indica fim do ciclo de aumentos da Selic

A decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central
(BC) de aumentar a taxa básica de juros para 10,75% ao ano foi positiva
por amenizar o ritmo de aperto na economia, opinou a Confederação
Nacional da Indústria (CNI). Segundo a entidade, a redução do ritmo de
alta indica que o ciclo de elevação da taxa Selic está perto do fim.

?Após seis acréscimos consecutivos de 0,5 ponto percentual, a decisão
do Copom, de aumentar a taxa básica em 0,25 ponto percentual, pode
sinalizar o encerramento do ciclo de elevação dos juros?, destacou a
entidade em comunicado.

Para a CNI, apesar de a inflação ainda registrar níveis preocupantes,
a diminuição na velocidade de crescimento da Selic não prejudicará o
combate aos aumentos de preços. Na avaliação da entidade, os efeitos das
últimas elevações dos juros básicos sobre os índices de inflação ainda
estão por vir.

A entidade defendeu que o governo use outros instrumentos para
desaquecer a economia e conter a inflação, como o corte de gastos
públicos. ?O ônus do combate ? inflação não pode recair totalmente sobre
o setor produtivo. Para um controle inflacionário eficiente, outros
instrumentos de política econômica devem ser  utilizados, como a redução
do déficit fiscal?, destacou a nota.

Compartilhe