Adidas lança camisas da Copa com conotação sexual, e governo repudia

A empresa de material esportivo Adidas lançou uma linha inspirada na Copa do Mundo que vem causando polêmica. No site americano da marca, é possível encontrar ? venda camisas com conotação sexual em referência ao Brasil. De acordo com o jornal o ?O Estado de S. Paulo?, o governo brasileiro está incomodado com a situação e promete medidas.

Uma das camisas estampa a frase ?I love Brazil? (Eu amo o Brasil). O ?love?, no caso, vem em formato de uma bunda feminina, como já havia noticiado o jornal “O Globo”. Na outra, em que uma mulher de biquíni segura uma bola, está escrita a frase ?Lookin´ to score in Brazil? (Buscando marcar gols no Brasil), que pode ter duplo sentido (pegar mulheres no Brasil). Os preços variam entre $22 e $25 (algo como R$50 e R$60)

A Embratur ? Instituto do Ministério do Turismo ? pretende notificar formalmente a Adidas ainda nesta semana. O órgão repudia a linha de camisetas que, segundo o governo brasileiro, faz analogia ao turismo sexual.

– Vamos entrar em contato com a direção da Adidas, fazendo um apelo para que reveja essa atitude e tire os produtos do mercado. Essa campanha vai no sentido contrário ao que o Brasil defende. Nosso esforço é voltado para a promoção do Brasil pelos atributos naturais e culturais. Uma iniciativa dessas ignora e desrespeita a linha de comunicação que o governo adota – disse Flávio Dino, presidente da Embratur, ao jornal ?O Estado de S. Paulo?.

Ao jornal ?O Globo?, Flávio Dino foi além, falou em leis e exigiu respeito ao povo brasileiro.

– Não aceitaremos que a Copa seja usada para práticas ilegais, como o chamado turismo sexual. Exigimos que a Adidas ponha fim ? comercialização desses produtos. Lembramos que no Brasil há leis duras para reprimir abusos sexuais e as polícias irão atuar nesses casos no território nacional. O povo brasileiro é acolhedor e temo

Compartilhe