Plano de Saúde: Servidores municipais exigem anúncio de empresas credenciadas e ameaçam paralisação

Os servidores municipais de Salvador continuam na expectativa, para conhecer as empresas credenciadas, que prestarão serviços de assistência ? saúde da categoria.

A longa espera causada pela negativa da Secretaria Municipal de Gestão (Semge) em anunciar as operadoras, além de causar ansiedade nos servidores municipais, pode provocar paralisação dos serviços públicos durante o Carnaval de Salvador.

Nas últimas assembleias convocadas pelo Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Salvador (Sindseps), os trabalhadores e trabalhadoras decidiram aguardar o anúncio das empresas habilitadas, antes de apreciar o indicativo de paralisar as atividades.

Para o diretor do Sindseps, Josué Santana, a categoria buscou honrar todas as etapas do diálogo com a gestão municipal, sem romper as negociações e sempre apresentando as decisões tomadas pela coletividade. ?Em nenhum momento, a direção do sindicato agiu de maneira unilateral. Estamos cobrando informações públicas e que não são divulgadas, nem mesmo aos principais interessados, que somos nós, servidores municipais. A postura da Semge tem sido equivocada, principalmente do ponto de vista da legalidade?, disse Josué.

A categoria vai se reunir nesta terça-feira (25), ? s 08h, na frente da Semge, no Vale dos Barris, para cobrar o anúncio das empresas credenciadas. ?Vamos exercer nosso direito de fazer assembleias. Ao contrário da gestão municipal, não estamos fazendo nenhuma provocação. Queremos ter nosso plano de saúde, mas não permitiremos que esse processo não respeite a legalidade. Exigimos transparência, aliás, o que é premissa básica no serviço público?, finalizou Josué Santana.

Compartilhe