Relatório diz que Genoino apresenta boa aparência e saúde estável

O ex-deputado federal José Genoino apresenta ?boa aparência e quadro geral de saúde estável. As conclusões foram relatadas por um assistente social e um psicólogo da Seção Psicossocial da Vara de Execuções Penais (VEP) do Distrito Federal, que faz o acompanhamento mensal de Genoino em prisão domiciliar.  Ele foi condenado a quatro anos e oito meses de prisão na Ação Penal 470, o processo do mensalão, mas, devido ao seu estado de saúde, cumpre domiciliar temporária.

Os dois profissionais visitaram o ex-parlamentar no dia 30 de janeiro. Genoino reclamou de insônia, falta de fôlego e cansaço para fazer as atividades diárias. Ele  também informou que tem passado por vários exames e indicou os medicamentos que está tomando. Em outra visita, realizada em dezembro, a VEP chegou ? mesma conclusão.

O ex-deputado está em uma casa alugada e recebe os cuidados de sua
mulher, Rioco Kayano. O imóvel foi alugado depois de o presidente do
Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, rejeitar pedido de Genoino
para cumprir a domiciliar em São Paulo, sua cidade de origem.

Na segunda-feira (17), a defesa do ex-deputado federal pediu a
Barbosa prisão domiciliar definitiva. De acordo com o advogado Luiz
Fernando Pacheco, Genoino é portador de cardiopatia grave e não tem
condições de cumprir a pena em um presídio por ser ?paciente idoso,
vítima de dissecção da aorta?. 

Genoino teve a prisão decretada em novembro de ano passado e chegou a
ser levado para o Presídio da Papuda, no Distrito Federal. Mas, por
determinação do ministro Joaquim Barbosa, ganhou o direito de cumprir
prisão domiciliar temporária por 90 dias. Durante o período em que ficou
na Papuda, o ex-deputado passou mal e foi levado para um hospital
particular.

Ontem (19), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou ao
Supremo parecer contra a prisão domiciliar definitiva de Genoino.
Segundo Janot, a prisão domiciliar que o ex-deputado cumpre neste
momento deve ser mantida até a estabilização de seu estado de saúde. No
parecer enviado ao STF, Janot diz que o ex-parlamentar deve passar por
nova perícia médica para avaliar o quadro de saúde. O procurador pede
que a junta médica esclareça se Genoino pode cumprir a pena na prisão
convencional.

Compartilhe