Prefeitura de Salvador realiza campanha “Carnaval Sem Crack”

A Prefeitura realiza este ano a campanha ?Carnaval Sem Crack?, que tem como objetivo promover uma ação conjunta de órgãos públicos municipais, durante a festa, contando com o apoio dos patrocinadores e dos blocos de trios, afros, afoxés, samba e bandas independentes. Durante as apresentações desses artistas e grupos, será destacada a importância da paz e do combate ? s drogas, principalmente do crack.

O trabalho será realizado nos três principais circuitos da festa (Campo Grande, Barra/Ondina e Pelourinho), com a distribuição de materiais informativos e educativos, incluindo folders, botons e banners. Os trios e blocos entram na ação divulgando a música da campanha.

Segundo a vice-prefeita Célia Sacramento, a meta é sensibilizar e mobilizar os cidadãos, em especial os jovens, para o não uso das drogas, principalmente do crack, que causa grandes danos para os usuários e suas famílias. Participam da ação as secretarias de Desenvolvimento, Turismo e Cultura (Sedes), Educação (SMED), Saúde (SMS) e Reparação (Semur), além das Superintendências de Segurança Urbana e Prevenção ? Violência (Susprev) e de Política para Mulheres (SPM).

A vice-prefeita  destaca que os órgãos vão atuar de forma conjunta porque o uso do crack repercute em muitas áreas. ?Por exemplo, muitas vezes mães e esposas são vítimas de atos de violência de usuários. Daí, a participação da SPM?, comenta.

A campanha Carnaval sem Crack atende ? Lei 11.343 de 2006, que institui o Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas (Sisnad). O sistema prevê medidas de prevenção, atenção e reinserção social de usuários e dependentes de drogas, estabelecendo normas para repressão ? produção de drogas ilícitas. As ações da Prefeitura serão executadas pela Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate ? Pobreza (Semps), em consonância com a Política Nacional e Estadual sobre as Drogas.

Compartilhe