Aleluia lamenta partidarismo da OAB na questão do IPTU

?A história de lutas da OAB em defesa da justiça social no Brasil se curva aos interesses mesquinhos de quem não quer ver Salvador voltar a brilhar?, reage o secretário municipal de Urbanismo e Transporte, José Carlos Aleluia ? Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) impetrada pela Ordem dos Advogados do Brasil ? Seção Bahia contra o IPTU. ?É motivo de indignação, assistir a OAB tomar partido, quando ela sempre defendeu a sociedade?, acrescenta.

Segundo Aleluia, o signatário da ação contra o IPTU em favor dos ricos e contra os pobres da capital baiana, Luiz Viana Queiroz, foi o advogado do deputado Nélson Pelegrino (PT), adversário do prefeito ACM Neto nas últimas eleições, e continua se comportando em defesa do principal interessado em tirar o brilho da atual administração municipal. ?Luiz Viana não deveria colocar seus próprios interesses acima da instituição?.

Para Aleluia, o que se esperava de Luiz Viana era que, na presidência da OAB, corrigisse a omissão da entidade diante dos oito anos de desmandos de João Henrique, na prefeitura de Salvador, e Jaques Wagner, no governo do estado. ?Por que a OAB não combate a escalada da violência, que já vitimou mais de 40 mil baianos, a tragédia da educação, cujos índices baianos são inferiores ao do Piauí, e o caos da saúde pública, que tanto sofrimento causa ao povo??.

Compartilhe