Adolescente é executado com cerca de 30 tiros em Feira de Santana

Um susposto acerto de contas por uso de drogas teria sido o motivo do assassinato do adolescente Davi Beldroega Souza, 17 anos, que morava na Rua Volta Redonda, no bairro Campo Limpo. Ele foi assassinado com quase trinta tiros por volta das 10h30 desta sexta-feira (14), no cruzamento das ruas Cabo Frio e Caxias, naquele bairro.

O pai da vítima, o chapista Mário Cesar dos Santos Souza, confirmou que o filho era usuário de drogas e morava com ele, mas não o acompanhava quando saía de casa. ?Meu filho não era traficante, mas era usuário de drogas e já ficou apreendido por 45 dias no Melo Matos?, confirmou.

Segundo informações de moradores do bairro, foram disparadas dezenas de tiros contra a vítima. O corpo de Davi estava crivado de balas, principalmente na cabeça e nas costas. Os peritos não souberam precisar ainda a quantidade exata de tiros disparados, mas a estimativa é que foram cerca de 30. A arma usada foi uma pistola calibre 380.

O capitão Melchizedec Júnior, subcomandante da 65ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), responsável pelo policiamento no bairro, lamentou a ocorrência de mais um homicídio na cidade. ?Por mais que esse elemento tenha passagens pela polícia, a vida deve ser preservada, e a função da Polícia Militar é justamente cuidar pela segurança de todos?, afirmou.

Inicialmente havia a suspeita de que o adolescente esteve envolvido em um assalto no bairro, praticado na manhã de hoje, no entanto, o pm Melchizedec afirmou que, chegando ao local, ficou constatado que Davi não participou do crime e que as pessoas que praticaram o roubo foram presas.

O levantamento cadavérico foi presidido pela Delegada Dorean dos Reis Soares. O corpo foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Compartilhe