Tom Cruise é processado em US$ 1 bilhão por plagiar roteiro de filme

De acordo com o site Radar Online, o escritor Timothy Patrick McLanahan abriu um processo bilionário contra Tom Cruise alegando que o astro plagiou uma história sua para criar o roteiro de Missão Impossível: Protocolo Fantasma.

O longa, lançado em 2011, arrecadou mais de US$ 600 milhões em bilheteria, tornando-se o mais lucrativo da carreira do astro. Cruise foi o produtor do filme, o quarto da franquia.

Documentos obtidos pelo site afirmam que, no dia 20 de dezembro do ano passado, McLanahan abriu o processo, pedindo US$ 1 bilhão a Cruise, ? Paramount Pictures e a diversas outras empresas de cinema. Ele alega que a história do filme é um plágio de um roteiro seu.

“Em 1998, escrevi um roteiro chamado Head On. E, depois de tê-lo feito, fiz um certificado de direitos autorais para proteger o material e o autor de uso não autorizado”, diz ele, alegando ter enviado a história ? Agência William Morris, que a recusou – e, no entanto, a teria repassado a outras empresas, incluindo a Creative Artist Agency, de uma das parceiras do astro.

“Imediatamente reconheci que os scripts deste filme foram escritos de forma ilegal e produzidos a partir da cópia de Head On”, acusa McLanahan, que pede a soma a partir do cálculo da arrecadação do longa nos cinemas (US$ 694.710.000), das vendas de cópias em DVD e blue ray (US$ 144,5 milhões) e os outros U$ 145 milhões de outras fontes de lucro da franquia, como aluguéis e vendas de filmes sob demanda.

Compartilhe