AM: obras da Copa têm segunda morte do dia

Faltando exatamente 180 dias para o pontapé inicial da Copa do Mundo de 2014, a bruxa parece estar solta em uma das sedes da competição. Mais uma pessoa morreu neste domingo em uma obra para o Mundial em Manaus, Amazonas.

O primeiro caso foi do operário Marcleudo de Melo Ferreira, de 22 anos, que caiu de uma altura de 35 metros. Ele foi encaminhado a um hospital, mas morreu pela manhã. Agora foi a vez de José Antônio da Silva Nascimento, de 49 anos, trabalhava nas obras do Centro de Convenções do Amazonas (CCA), parte do complexo da Arena da Amazônia.

O operário sofreu um infarto enquanto trabalhava. Ele chegou a ser atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu.

Compartilhe