Lula lamenta morte de Mandela: ?Foi a pessoa mais extraordinária que conheci?

O ex-presidente Lula lamentou a perda do líder sul-africano Nelson
Mandela, que morreu na noite desta quinta-feira, aos 95 anos. Lula se
disse “chateado e triste” e classificou Madiba como “amigo e companheiro
mais extraordinário do mundo”.

“Mandela é uma daquelas coisas boas que só de vez em quando Deus
projeta na nossa vida. Foi um amigo e a pessoa mais extraordinária que
conheci nessa vida”, disse Lula.

O ex-presidente do Brasil esteve em um encontro na sede do Sindicato
dos Metalúrgicos do ABC, em São Paulo, onde pediu um minuto de silêncio
em memória de Mandela. Para recordar a importância do ex-presidente da
África do Sul, Lula recomendou que os presentes assistissem ao filme
“Invictus”, que narra a vida de Madiba.

“Se vocês não conhecem, assistam. Mostrem para os seus filhos. Eles
ficarão orgulhosos de saber que no mundo existiu uma pessoa que ficou 27
anos preso e saiu de lá sem uma única gota de rancor, ajudando a África
a passar por um processo de transição pacífico que dura até hoje”,
afirmou, dizendo que Mandela merece estar no Paraíso:

“Se existe vida após a morte, como eu acredito, não há ninguém no
mundo que mereça mais que Mandela o Paraíso. Ele merece estar no melhor
lugar do mundo e espero aprender e ir atrás, encontrar com ele”,
brincou. 

Quando soube da morte, Lula estava na inauguração da sede da Escola
Livre para Formação Integral “Dona Lindu”, em Diadema. Ele pediu minuto
de silêncio antes de discursar:

“Tive a grata satisfação de ter feito parte de uma geração que brigou
contra o apartheid. Tive o prazer de me encontrar com o companheiro
Mandela em 1994, em Cuba, na comemoração do 1º de maio. Tive o prazer de
ser recebido pelo Mandela quando fui candidato e tive o prazer de
sentir o significado da conquista da liberdade para um povo. (?) O
grande legado do Mandela foi fazer com que o povo negro da África do Sul
descobrisse uma coisa que parece simples, mas não é. Se a maioria do
povo era negra, não tinha o menor sentido a minoria branca continuar
governando aquele país. Mandela foi uma coisa boa que de vez em quando
Deus projeta nas nossas vidas. O mundo perdeu uma das figuras mais
extraordinárias que conheci”, contou o ex-presidente.

Compartilhe