Barbosa pede parecer da PGR para decidir sobre prisão domiciliar de Jefferson

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa,
pediu parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR) antes de decidir
se concederá prisão domiciliar ao presidente licenciado do PTB, Roberto
Jefferson. Ele foi condenado a sete anos e 14 dias de prisão por
corrupção passiva e lavagem de dinheiro, em regime semiaberto, na Ação
Penal 470, o processo do mensalão.

?Intimem-se o procurador-geral da República e a defesa do condenado,
para, querendo, manifestarem-se sobre o documento, bem como sobre o
local de cumprimento da pena transitada em julgado.?, disse Barbosa.

Na quarta-feira (4), Jefferson passou por avaliação médica feita pelo
do Instituto Nacional do Câncer (Inca), no Rio de Janeiro. A perícia
foi determinada pelo presidente do Supremo, Joaquim Barbosa. O resultado
do laudo não foi divulgado. No ano passado, o réu passou por cirurgia
para a retirada de um tumor no pâncreas.

Compartilhe