Papa diz que foi segurança de boate na juventude

Em um encontro em um bairro pobre no subúrbio de Roma, no último domingo, o papa Francisco afirmou que foi segurança de uma boate de Buenos Aires na sua juventude, antes de entrar na faculdade para estudar letras e psicologia.

Durante a missa, ele disse que o trabalho de tentar tirar os brigões de dentro de uma casa noturna contribuiu para seus trabalhos de evangelização na Igreja Católica, assim como o período em que lecionou. O pontífice disse que já tinha trabalhado como faxineiro e técnico de um laboratório químico em sua adolescência.

A menção ao trabalho foi feita em sua homilia, quando contou que descobriu sua vocação ao se confessar com um padre que ele nunca havia reconhecido. Ele brincou que era de conhecimento comum que os melhores sacerdotes para se confessar são os cegos e os desconhecidos.

O pontífice também fez referência ao desejo de crescer a evangelização pelo aumento da credibilidade dos padres, como mencion

Compartilhe