Pesquisa aponta que mulheres estão mais abertas a diferentes tipos de sexo

Novos resultados de um tradicional estudo britânico sobre o
comportamento sexual das mulheres mostrou que elas estão tendo menos
relações sexuais, mas que estão mais abertas a diferentes práticas
sexuais. As informações são do site “The Huffington Post”.

Duas dessas modalidades que cresceram entre 2010 e 2012, de acordo
com a “National Survey of Sexual Attitudes and Lifestyles (Natsal -3)”,
foram o sexo anal e aquele entre pessoas do mesmo sexo, ambos antes dos
16 anos. No entanto, o número de relações sexuais diminuiu em comparação
a levantamentos feitos entre 1990-91 e 1999-2001.

Em 1990, as mulheres relataram ter feito sexo, em média, cinco vezes
no último mês, índice que caiu para quatro em 2001 e para três em 2013.
“O trabalho está dentro das casas das famílias e elas não conseguem mais
dividir o tempo. As pessoas levam laptops e tablets para a cama e
trabalham duro demais, estão sempre ocupadas”, explica o professor Kaye
Wellings da London School of Hygiene & Tropical Medicine.

Segundo um dos responsáveis pela pesquisa, William Saletan, o estudo
mostra “uma grande mudança cultural” quando mostra o aumento de relações
homossexuais entre mulheres, além de uma abertura maior por parte delas
em falar sobre a intimidade.

Compartilhe