Enem para pessoas privadas de liberdade será aplicado hoje e amanhã

Hoje (3) e amanhã (4), 30.341 pessoas privadas de liberdade vão fazer
o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013. As inscrições estão
distribuídas em todos os estados e no Distrito Federal. São Paulo
concentra o maior número de candidatos, 9.686. O estado é seguido por
Minas Gerais, com 5.432 inscritos, e pelo Paraná, com 1.945. O estado
com o menor número de inscritos é o Maranhão, com 19.    

Os candidatos terão que resolver quatro provas objetivas que
abrangem as várias áreas de conhecimento desenvolvidas em sala de aula.
Eles farão as provas nas próprias unidades prisionais e socioeducativas.
Esses candidatos são isentos da taxa de inscrição, que foi R$ 35 para
os demais que fizeram a prova. O número total de inscritos aumentou em
relação ao ano passado, quando o exame recebeu 23.665 pessoas, um
aumento de 28,2%. O crescimento se equipara ao dos inscritos no Enem
aplicado aos demais candidatos, que em 2013 teve 7,1 milhões de
estudantes, cerca de 27% a mais que em 2012, com 5,6 milhões de
inscrições.

Os dados são do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas
Educacionais Anísio Teixeira (Inep). De acordo com o perfil dos
candidatos, a maior parte dos inscritos tem entre 22 e 40 anos, sendo
que 9 mil têm entre 22 e 30 anos e 8,6 mil, de 31 a 40.

A maioria dos privados de liberdade que farão o exame, 23.405, tem o
objetivo de obter a certificação do ensino médio. Além da certificação,
o Enem pode ser usado pelos candidatos como forma de ingresso no ensino
superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), no
particular, com as bolsas do Programa Universidade para Todos (Prouni), e
no técnico, pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e
Tecnológica (Sisutec). O ensino superior pode ser cursado de forma
presencial pelos detentos em regime semiaberto ou de forma indireta,
quando, mediante a autorização de um juiz, o interno tem acesso ? s
gravações das aulas.

Os gabaritos das provas objetivas serão divulgados na página do Inep
até 9 de dezembro. Os responsáveis pedagógicos poderão acessar os
resultados individuais dos participantes do Enem 2013 da unidade
prisional ou socioeducativa pelos relatórios disponibilizados no sistema de inscrição, mediante a inserção da senha pessoal.

Compartilhe