?Meu pai não vai durar na prisão?, diz filha de Genoino

Condenado por corrupção ativa e formação de quadrilha no Mensalão, o deputado licenciado José Genoino (PT-SP) tem o estado de saúde piorado pela prisão. É o que afirma a filha de Genoino, a professora Miruna Kayano Genoino, de 32 anos. Para ela, o pai não deve durar muito tempo na cadeia.

“Quando as pessoas falam que ele vai ficar alguns meses no semiaberto e depois já pode pedir progressão da pena, penso que não sei como ele vai chegar. Em uma semana eu vi como ele piorou, como eu vou pensar em meses? Oito meses? Ele não vai durar isso na prisão. Não vai”, disse.

Após crises de pressão arterial alta e uma internação em um hospital de Brasília, Genoino aguarda o julgamento do pedido de prisão domiciliar pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na casa da filha Mariana. No entanto, ele não está confiante. “Meu pai não tem esperanças de que isso aconteça”, afirmou a filha de Genoino.

Para Miruna, a prisão de Genoino aconteceu principalmente por ele já ter sido presidente do PT. “Lembro da vez em que ele se sentou na sala com a gente e falou: “Olha, o Lula pediu para eu ser presidente do PT e vou fazer isso porque esse projeto precisa funcionar”, contou.

A filha de Genoino também atribui ? imprensa o “ódio” com que a população passou a tratar do parlamentar e afirma: “Querem nos destruir”.

“Se você me perguntar quem é o sujeito do ?querem?, de cara vou falar que a mídia teve muito a ver com isso. Meu pai teve muitas decepções. Mas com a mídia ela foi devastadora, o coração dele começou a rasgar ali. Ele tem uma mágoa profunda, uma dor com tudo o que é publicado. Quando os jornalistas ficam lá fora de casa, essas manchetes, essa agressividade, esse recorte da realidade é um punhal para ele”, disse.

Compartilhe