TJ-BA: Jaques Wagner tenta retirar processo no CNJ contra sua esposa

O governador Jaques Wagner (PT) estaria tentando retirar da pauta do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) um processo contra sua mulher, Maria de Fátima Carneiro de Mendonça. A primeira dama do estado tornou-se servidora efetiva do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) sem fazer concurso público. De acordo com o site Cláudio Humberto, no órgão, Fátima Mendonça receberia um salário de R$ 13.619 sem nunca ter trabalhado. Enfermeira de profissão, a esposa do governador teve a petição para se tornar servidora estável aprovada pelo TJ-BA em apenas seis dias. O CNJ identificou através de uma inspeção realizada em julho deste ano que a primeira-dama nunca pisou no tribunal e acumula cargo de assessora de supervisão com outro de analista no Executivo.

Compartilhe