Justiça mantém preço de ingressos da final da Copa do Brasil

O juiz Luiz Roberto Ayoub, da 1ª Vara Empresarial, decidiu hoje manter
os preços definidos pelo Flamengo para a final da Copa do Brasil contra o
Atlético-PR, na próxima quarta-feira, no Maracanã. O Procon e o
Ministério Público pediram redução do valor, apontando aumento abusivo
por parte do clube carioca.

De acordo com nota da assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça,
Ayoub disse que não cabe ao Judiciário “regular preços quando se trata
de uma atividade privada”. O magistrado realizou uma audiência entre
representantes do Flamengo e do Procon, a qual a imprensa não pode
acompanhar.

O preço do ingresso para a final no Maracanã, no dia 27, varia de R$
250 a R$ 800, quase o triplo do cobrado na semifinal contra o Goiás. O
Procon e o MP consideraram abusivo o aumento. Ambos podem recorrer.

Os dois clubes se enfrentaram ontem, em Curitiba, e empataram por 1 a
1. Para ser campeão, o Fla precisa vencer ou empatar sem gols. Ao
Atlético-PR, será necessário ganhar ou empatar por dois ou mais gols.

Compartilhe