PRF divulga resultado da operação Proclamação da República

 A Superintendência de Polícia Rodoviária Federal na Bahia encerrou ? s 23h59min de ontem (17) a Operação Proclamação da República 2013. Esta data  também marcou o Dia Mundial em Memória ? s Vítimas de Acidentes de Trânsito. Aqui no estado, houve redução de 13,5% no número de vítimas fatais em relação ? Operação Proclamação da República 2012.

Nos quatro dias de trabalhos realizados durante o feriado que prolongou o final de semana, foram fiscalizados 4.945 veículos (aumento de 27,29%) e 5.548 pessoas (63,13%), dos quais 1.582 (30,96%) condutores foram notificados, destacando-se as seguintes infrações: 396 (63,91%) autuações a condutores fazendo ultrapassagens proibidas; 108 (6,29%) por não estar usando o cinto de segurança; 227 (64,97%) condutores notificados por problemas relacionados diretamente ? CNH, ou mesmo por não possuí-la, com 21 carteiras de habilitação recolhidas (87,50%); dos 700 (50,00%) motociclistas fiscalizados, foram notificados 69 (36,90%).
 
A PRF intensificou também o combate ao excesso de peso em todo estado, conseguindo flagrar mais de 127 toneladas de excesso, o que representou 286,73% de aumento em relação ? Operação 2012.
 
O principal componente presente em todos os acidentes graves neste final de semana prolongado continuou sendo a imprudência, que deixou um saldo de 124 acidentes, 65 feridos e 9 mortos nas rodovias federais que cortam a Bahia.
 
PRF X embriaguez no trânsito ? Nos quatro dias de operação a PRF realizou 1.203 (180,00%) testes com o etilômetro, flagrando e notificando 26 (91,20%) condutores por dirigir alcoolizados, infração gravíssima, com multa de R$ 1.915,40. Destes, 4 condutores (25,00%), além de multados e de ter o veículo retido, também foram presos e encaminhados ? Delegacia de Polícia Judiciária, onde terão que responder processo criminal, podendo ser condenados a até três anos de prisão por crime de embriaguez no trânsito por ultrapassar o índice de 0,30mg de álcool por litro de ar expelido dos pulmões, conforme legislação em vigor.

Compartilhe