Governador participa da devolução de mandato de Giocondo Dias

A Assembleia Legislativa da Bahia fará a primeira de 14 devoluções simbólicas de mandatos cassados durante a ditadura militar, nesta quarta-feira (20), ? s 14 horas, em Sessão Especial Comemorativa ao centenário de Giocondo Dias, no Plenário da Casa. O governador Jaques Wagner confirmou presença na solenidade, proposta pelo presidente da Comissão Especial da Verdade, deputado estadual Marcelino Galo (PT). Familiares e amigos do comunista baiano também participarão do evento, ao lado do jornalista Ivan Alves Filho, que irá autografar o livro ?Giocondo Dias ? Uma vida na clandestinidade?.

A obra traz depoimento de Ferreira Gullar sobre o homem que lutou contra a ditadura militar e mais tempo viveu na clandestinidade no país. ?Eu o admirava muito, por essa integridade, essa simplicidade, essa coisa verdadeira de um homem que se dedicou a uma luta porque acreditava nela, porque considerava que aquilo por que lutava era o caminho para ajudar a resolver os problemas do país?, assinala o poeta.

Os projetos de resoluções apresentados pelos deputados Marcelino Galo (PT) e Fabrício Falcão (PC do B) foram aprovados por unanimidade na última terça-feira (13), no plenário.  As proposições anulam resoluções que cassaram mandatos parlamentares na Bahia, durante a ditadura militar e o processo de redemocratização após a era Vargas. ?Buscamos reparar esse erro histórico, fazendo Justiça aos brasileiros, ? democracia e ao país?, afirma Galo. ?O Brasil vive um momento histórico na busca da verdade?, pontua.

Também terão seus mandatos reconhecidos pela Assembleia Legislativa, em data a ser definida pelo colegiado, os ex-deputados Diógenes Alves, cassado em 28/04/1964; Ênio Mendes de Carvalho, cassado em 28/04/1964; Sebastião Augusto de Souza Nery, cassado em 28/04/1964; Wilton Valença da Silva, cassado em 19/10/1966; Hamilton Saback Cohim, Arena, cassado em 13/03/1969; Luiz da Silva Sampaio, cassado em 01/07/1969; Marcelo Ferreira Duarte Guimarães, cassado em 13/03/1969; Osório Cardoso Villas Boas, cassado em 01/07/1969; Aristeu Nogueira, cassado em 19/10/1964; Luiz Leal, cassado em 01/07/1969; Octávio Rolim, cassado em 1964; Oldack Neves, cassado em março de 1969 e Padre Palmeira, cassado em 1964.

Compartilhe