Tyson usava pênis falso com urina ‘limpa’ em antidoping

Foi lançado nesta quarta-feira o livro Undisputed Truth (Verdade
Incontestável, em tradução livre), no qual são feitas revelações
bombásticas sobre a carreira do astro do boxe Mike Tyson.

O lutador admite ter usado entorpecentes antes de lutas importantes.
“Eu era um completo drogado”, admitiu Tyson, que conta ter usado cocaína
pela primeira vez aos 11 anos. Entre as drogas consumidas estavam
maconha e cocaína.

Para burlar o exame antidoping, Tyson tinha uma artimanha: ele
carregava um pênis falso cheio de urina “limpa”, feita por outra pessoa.
Com isso, era impossível detectar as substâncias proibidas presentes em
seu organismo.

Compartilhe