Belfort massacra Henderson com nocaute inédito e sai ovacionado

A luta principal do UFC Fight Night 32, na madrugada deste domingo, em
Goiânia, foi um massacre. Em apenas 1min17s de luta, Vitor Belfort
conseguiu o que ninguém havia conseguido: nocauteou o veterano Dan
Henderson, que “apagou” pela primeira vez na carreira. E saiu do
octógono ovacionado pelo público de Goiânia após o combate, válido pela
categoria dos meio-pesados.

A vitória de Belfort tem ramificações bem diferentes para os dois
lutadores. O brasileiro de 36 anos terá a chance de disputar o cinturão
dos médios, contra o vencedor da revanche entre Anderson Silva e Chris
Weidman, que acontece em dezembro. Já Henderson, 43 anos, deve dar adeus
ao UFC – foi a terceira derrota seguida do americano, cujo contrato se
encerrou com o combate desta noite.

O combate começou em ritmo lento, com os dois lutadores se estudando
bastante. Mas quando Henderson avançou para tentar seu famoso cruzado de
direita, errou a distância e caiu ao ser atingido pelo contragolpe de
Belfort. O brasileiro martelou o americano no ground and pound, mas
Hendo mostrou a tradicional resistência para se manter na luta. Quando o
veterano tentou levantar, porém, uma canelada certeira de Vitor
encerrou o combate.

O triunfo de Belfort também significa uma revanche pessoal, já que em
2006, Henderson havia derrotado o brasileiro pelo extinto Pride. Com
mais uma vitória na bagagem e vivendo provavelmente o ápice da carreira,
o “Fenômeno” agora aguarda o tira-teima entre Anderson Silva e Chris
Weidman para saber seu adversário pelo cinturão dos médios.

Compartilhe