Dilma assina decreto que permite emissoras AM migrarem para FM

Medida não será obrigatória. Interessados em fazer a transição
deverão manifestar interesse a partir do dia 01 de janeiro do próximo
ano.

Emissoras de rádio poderão migrar da faixa AM para a FM. A
oficialização da medida veio após a presidente Dilma Rousseff assinar
nesta quinta-feira, dia 07, o decreto que permite a transição.

O texto atende a um pleito do setor, preocupado com o aumento dos
níveis de interferência. Em seu discurso, Dilma disse que as rádios AM
são um patrimônio e que o estado deve fornecer as condições para que
elas continuem prestando serviços e se adaptando. Ela salientou que esta
migração significará mais qualidade de transição, permitindo as
emissoras ampliarem sua audiência.

Aqueles que quiserem se manter na AM poderão manifestar interesse em
ampliar a cobertura nessa faixa. Por outro lado, os que desejarem fazer a
troca de frequência devem protocolar o requerimento a partir do dia 01
de janeiro do ano que vem, informa o ministro das Comunicações, Paulo
Bernardo.

Segundo a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão ?
Abert, quase 90% das 1.784 emissoras AM devam passar a operar na faixa
FM. O custo da migração para as rádios, na compra de equipamentos, será
de aproximadamente R$ 100 milhões.

Compartilhe