As instâncias de base do PT estão desorganizadas, diz candidato ao PT/BA

Na manhã de quarta-feira (6) esteve presente na sessão da câmara de vereadores de Feira de Santana, o candidato a presidência do PT/Bahia , Ernesto Marques. O candidato que é jornalista e por três anos foi assessor do governador Jaques Wagner faz um balanço da situação atual do PT.

De acordo com Ernesto, para a eleição que será realizada ainda este mês, dos 417 municípios da Bahia ficaram de fora do Processo de Eleições Diretas (PED) 87 municípios, ?esse é um indicador muito preocupante, significa que esses municípios não se prepararam para as eleições, assim mostra a desorganização das instâncias de base do partido?, explica Ernesto.

Com as eleições 2014 se aproximando é importante a união dentro dos partidos é nesse campo que o candidato a presidência do PT/BA expõe  ? as eleições que estão se aproximando serão duras, nós vamos precisar de militantes para estar presentes em praticamente todos os municípios?.

O Partido dos Trabalhadores foi o pivô de diversas mobilizações e movimentos pela democracia na época da ditadura, hoje precisa já se reestruturar para a inversão de poder, ?a democracia é dinâmica, em algum momento nós vamos perder o poder, e quando acontecer, só vamos contar com o nosso partido e não podemos negligenciar em organizar o PT, é fundamental manter uma relação muito íntima com os movimentos sociais, distanciar para nós é um grave equívoco?, disse Ernesto Marques candidato a presidência do PT/Bahia.

Compartilhe