Decreto que permite migração de rádio AM para FM será assinado amanhã

A presidenta Dilma Rousseff vai assinar nesta quinta-feira (7) o
decreto que permite a migração das emissoras de rádio AM para a faixa
FM. A cerimônia está marcada para as 11h, no Palácio do Planalto.

A migração é um desejo antigo dos radiodifusores, que enfrentam cada
vez mais dificuldades com a faixa AM, por causa das interferências no
sinal. A proposta foi feita pela Associação Brasileira de Emissoras de
Rádio e Televisão (Abert), em parceria com entidades estaduais.

A estimativa da Abert é que 90% das 1.784 emissoras AM passarão a
operar na faixa FM. Nesta frequência, as rádios ganharão qualidade de
áudio e de conteúdo, competitividade e poderão ser acessadas por meio de
telefones celulares.

O dia 7 de novembro é simbólico para o setor, porque é o Dia do
Radialista. Segundo o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, a
migração das rádios será opcional. Ele disse que o ministério não dará
mais outorgas para AM, a fim de substituir, aos poucos, pela FM.

Compartilhe