Dilma diz que Bolsa Família é porta de saída da miséria

Durante o evento de comemoração aos dez anos do Bolsa Família, a
presidenta Dilma Rousseff disse hoje (30) que o programa é a porta de
saída da miséria. “Nós sabemos que o Bolsa Família nunca veio para ser o
fim do caminho, mas uma ponte; nunca veio para ser uma escada, mas o
primeiro degrau; veio, como disse o presidente Lula, [para ser] a porta
de saída da miséria e a grande porta de entrada para um mundo com futuro
e esperança”, disse.

“[O programa] mudou a política social no país e a forma de fazer
política. Para que conseguíssemos fazer transferência de renda direta,
bem na veia dos mais pobres, nós, primeiro unificamos, todas as ações do
Estado e varremos as políticas clientelistas centenárias no nosso
país”, acrescentou. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva também
participou da cerimônia.

De acordo com a presidenta, o Bolsa Família “não é caridade, e sim
uma tecnologia social de distribuição de renda e combate ?
desigualdade”. “Renda é poder de compra. À medida que o Bolsa Família
transfere renda dessa forma, gera liberdade de escolha, de cidadania e
de consideração da pessoa que recebe como cidadã brasileira?, destacou.

Atualmente, o programa atende 13,8 milhões de famílias ? que
correspondem a 50 milhões de pessoas ? que recebem o benefício mensal,
segundo o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate ? Fome.  Até o
fim de 2013, o governo federal vai investir R$ 24 bilhões no Bolsa
Família, o que equivale a 0,46% do Produto Interno Bruto (PIB). O valor
médio do benefício mensal por família é R$ 152.

Compartilhe