Prado: Prefeita é acusada de fechar aeroporto e mandar rasgar faixas durante visita de Geddel

A atual prefeita do Prado, Mayra Brito (PP) e o seu pai Wilson Brito Filho, que é secretário do governo Wagner, estão sendo acusados de forçar o fechamento do aeroporto local, além de ordenar a destruição de faixas fixadas em ruas do centro, durante visita de Geddel Vieira Lima e o do deputado Lúcio Vieira Lima, esse último que é deputado federal, ocorrida na última sexta-feira (18), durante encontro municipal do PMDB de Prado.

O próprio Geddel Vieira Lima, pré-candidato ao Governo da Bahia, falou sobre o fato e condenou a suposta atitude de pai e filha, dizendo que o tempo do coronelismo passou. ?O período do coronelismo já deixamos para trás. Eu e o pai da prefeita [Wilsinho] já tivemos juntos e hoje somos adversários. Adversário não precisa ser inimigo. Infelizmente muitas pessoas ainda não entenderam isso?, disse Geddel.

A prefeita Mayra ainda não comentou a acusação, apesar da chefe do executivo pradense vir sendo acusada de governar com braça de ferro desde o início de sua gestão e quase sempre não falar sobre o assunto.

Compartilhe