Mais de 50% das mulheres têm o CPF negativado em setembro

As mulheres devem mais do que os homens. É o que mostra o indicador
ampliado do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). De acordo com a
pesquisa há um ligeiro equilíbrio na inadimplência entre os sexos, as
mulheres representaram 54,72% dos casos de cadastros de Pessoa Física
(CPFs) negativados em setembro, ao passo que os homens, 45,28%.
 
A pesquisa mostra também que as mulheres são as que mais consomem a
prazo, 58,76% fizeram esse tipo de compra no mês de setembro, ao passo
que 41,24% foram feitas por homens.

Entre os consumidores com 30 e 39 anos de idade, os cadastros negativos
concentram-se em CPFs de 27,32%, seguida pelos que tem entre 40 anos e
49 anos 19,23% e os entre 50 anos e 64 anos 15,75%. Sobre o valor da
dívida, em setembro, 18% dos consumidores tinham dívidas entre R$ 100 e
R$ 250, seguidos dos que devem entre R$ 1 mil e R$ 2,5 mil, que
representou 16,13% dos casos.

Mesmo com esses dados, o SPC Brasil mostrou que no mês passado, a
inadimplência apresentou uma retração de 0,34% na comparação com o mesmo
período do ano passado.O resultado é reflexo do baixo índice de
confiança do consumidor influenciado pela alta da inflação e pela
retomada do encarecimento do crédito, que têm inibido o consumo no
varejo. Os dados levam em conta mais de 150 milhões de CPFs.

Compartilhe