Por segundo turno, PSB admite embate com PSDB

Os membros da equipe do PSB, e que trabalham na candidatura de
Eduardo Campos para a Presidência da República, afirmaram que deve
crescer o embate do governante de Pernambuco contra o senador Aécio
Neves (PSDB).

Segundo o vice-presidente do PSB, Roberto Amaral, o planejamento do partido é levar Eduardo Campo para o segundo turno.

“Trabalhamos com os dados de hoje e os dados de hoje indicam que a
presidente está no segundo turno. Se ela está no segundo turno, quem é o
nosso adversário? Contra quem eu preciso disputar? Contra o Aécio. É
ele que eu preciso afastar e impedir o crescimento. Então, é ele que se
torna o meu principal adversário e tem todas as consequências possíveis
em uma campanha”, afirmou.

Roberto Amaral disse também que o andamento da eleição foi todo modificado após a aliança com Marina Silva.

“Antes estava mantida a polarização entre PT e oposição. Estavam os
dois felicíssimos. A aliança que fizemos quebrou esse eixo”, concluiu.

Compartilhe