Endividado poderá limpar o nome pela internet

Os endividados terão a oportunidade de limpar o nome com a ajuda da
internet, em uma iniciativa inédita de duas das principais empresas de
informações financeiras do país, a Serasa Experian e a Boa Vista
Serviços, administradora do SCPC (Serviço Central de Proteção ao
Crédito).

Para negociar as dívidas, basta acessar os portais das duas empresas,
fazer o cadastro e consultar a situação do CPF. No caso da Serasa, o
feirão começa na próxima segunda-feira e vai até o dia 20. Cerca de 30
empresas participam do evento, entre elas os bancos Panamericano,
Bradesco e Santander, além de empresas de cartões de crédito como
Hipercard e Itaucard e financeiras como Losango e Omni Financeira.

Já o mutirão da Boa Vista vai até 14 de dezembro e reunirá empresas de telecomunicações, bancos e de varejo.

Nos dois casos será possível negociar diretamente com o credor, a
exemplo do que já ocorre nos feirões regulares realizados ao longo do
ano.

Uma dica é colocar na ponta do lápis as dívidas antes de entrar em
contato com a empresa, para saber quais os valores e formas de pagamento
que cabem em seu orçamento.

De acordo com Ricardo Loureiro, presidente da Serasa Experian e da
Experian América Latina, a decisão de levar o feirão para o ambiente de
internet busca facilitar a renegociação de dívidas.

“Entendemos que este é o momento de incentivar o processo de aproximar
quem está devendo e quer pagar e quem está com débitos em haver e quer
receber. Este processo, realizado online, beneficia brasileiros de norte
a sul do país, permitindo que todo e qualquer cidadão acesse o serviço
pela internet e negocie suas dívidas”, diz.

Já Dorival Dourado, presidente da Boa Vista Serviços, lembra que a
proximidade do fim do ano traz novas possibilidades de limpar o nome. “A
proximidade das festas de final de ano, associada ? época de pagamento
do 13º salário, torna esse momento ainda mais propício ao esforço de
empresas e consumidores para o acerto das contas, começando 2014 com o
crédito em dia”, afirma.

Compartilhe